fbpx

Posso fazer divulgação na internet?

marketing médico

Volta e meia recebemos esta pergunta. Não há problema algum em realizar a divulgação ou marketing médico. E quem aponta isto é o próprio Conselho de Ética Médica. A única exigência dos órgãos reguladores é que o trabalho seja feito com responsabilidade e respeito aos valores às normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina.

Além disso, segundo os conselhos regionais, utilizar a rede mundial de computadores para divulgação de assuntos médicos é até desejável, uma vez que isso evita a proliferação de informações falsas na web. A recomendação, portanto, é que o médico deve apenas se ater aos princípios dogmáticos da ética médica, ou seja, respeitar o sigilo profissional; manter no anonimato os pacientes; esclarecer e educar a sociedade; entre outros aspectos.

Com base na RESOLUÇÃO CFM Nº 1.701/2003 listamos os dez pontos que NÃO podem ser feitos na divulgação do trabalho médico. Fique por dentro do assunto:

a) anunciar que trata de sistemas orgânicos, órgãos ou doenças específicas, por induzir a confusão com divulgação de especialidade;
b) anunciar aparelhagem de forma a que lhe atribua capacidade privilegiada;
c) participar de anúncios de empresas ou produtos ligados à Medicina;
d) permitir que seu nome seja incluído em propaganda enganosa de qualquer natureza;
e) permitir que seu nome circule em qualquer mídia, inclusive na Internet, em matérias desprovidas de rigor científico;
f) fazer propaganda de método ou técnica não aceitos pela comunidade científica;
g) expor a figura de paciente seu como forma de divulgar técnica, método ou resultado de tratamento, ainda que com a autorização expressa deste, ressalvado o disposto no artigo 10* desta resolução;
h) anunciar a utilização de técnicas exclusivas;
i) oferecer seus serviços através de consórcio ou similares;
j) garantir, prometer ou insinuar bons resultados do tratamento.

Caso queira entender como podemos trabalhar para você, entre em contato por telefone: (21) 2484-2000 ou email contato@novoselementos.com.br

*Art. 10 – Nos trabalhos e eventos científicos em que a exposição de figura de paciente for imprescindível, o médico deverá obter prévia autorização expressa do mesmo ou de seu representante legal.

Link da resolução: http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2003/1701_2003.htm

por: Agência Novos Elementos 0 comentários