fbpx

Marketing culinário e as redes sociais – Entrevista Celso Fortes

Marketing culinário, Crise,likes,A importância da criatividade na solução de conflitos

Marketing Culinário

O que prende sua atenção quando você sai rolando o feed de uma rede social: uma notícia aleatória, um textão que um amigo compartilhou ou um vídeo ensinando a preparar um chamativo e apetitoso jantar? A maioria vai na terceira alternativa. O encontro entre gastronomia e redes sociais tem rendido não apenas água na boca, mas também negócios lucrativos. Ter um canal de receitas no Youtube, por exemplo, com vídeos bem produzidos, é garantia de chegar aos milhares de assinantes.

Desde o ano passado essa tendência tem se afirmado. “Podemos garantir esse sucesso a alguns fatores”, conta o publicitário e empreendedor digital Celso Fortes. “Destaco itens como a praticidade, o crescimento de interresse por parte das pessoas na gastronomia e a necessidade de voltar a comer e cozinhar em casa. As pessoas estão convencidas que este hábito é mais barato e saudável”, ressalta.

Com o aumento da renda nos últimos anos, os brasileiros passaram a comer mais fora de casa. De acordo com o Instituto de Food Service, a alimentação fora do lar teve um crescimento médio de 15% entre 2005 e 2014 – com destaque para os anos de 2013 e 2014, quando a receita do segmento passou de R$ 112 bilhões para R$ 132 bilhões, representando 33% do varejo de alimentos do país. No entanto, o aumento do desemprego, retração econômica e estagnação da renda fez com que mais gente colocasse a mão na massa e redescobrisse o prazer de preparar o próprio alimento. Portanto, nessas horas, nada melhor do que um tutorial em vídeo para evitar um desastre na cozinha.

Trecho retirado de matéria do Portal Administradores.com. Confira o conteúdo, na íntegra, AQUI.

Talvez você goste de algum desses artigos: Marketing culinário

por: Agência Novos Elementos 0 comentários