Autocorretor do celular pode ser “educado” – Entrevista

Não existe nada tão incomodo quanto digitar uma mensagem e ela sair totalmente diferente na hora do envio.

Mais do que uma simples gafe, errar mensagens via celular podem transparecer descuido, principalmente quando a troca de mensagem está inserida em um contexto profissional. Foi por isso que a pedido do jornal O Globo, nosso diretor executivo, Celso Fortes foi consultado para saber se é possível “educar” os smartphones e não passar mais por situações constrangedoras assim.

O resultado está na matéria publicada neste sábado, dia 16 de julho. Confira mais detalhes AQUI.

por: Agência Novos Elementos 0 comentários